Tags

, , , ,


 64ª edição do festival de Cannes acabou no último domingo (22) premiando Kirsten Dunst como melhor atriz e dando a Palma de Ouro para o filme “A Árvore da Vida”, de Terrence Malick. Marie Claire elegeu as principais tendências usadas pelas celebridades que passaram por lá.

MANGA LONGA

Foi-se o tempo em que manga longa era sinônimo de roupa sem charme. Cannes comprovou isso com os looks de Uma Thurman, de Armani Privé azul Klein durante a cerimônia de encerramento do festival, e a modelo Bar Refaeli, que usou Roberto Cavalli durante a première do filme “Um Novo Despertar”, que tem Jodie Foster como diretora. Ambas usavam longos justíssimos. Já Sarah Jessica Parker, que não precisa dizer para ninguém que está com “tudo em cima”, usou vestido estampado soltinho da marca Elie Saab em uma das muitas premières do festival. Ousou não só no corte do modelo, como também por escolher estampa em um evento de gala.

Editora Globo

DA ESQ. PARA A DIR.: UMA THURMAN VESTE ARMANI PRIVÉ, SARAH JESSICA PARKER USA ELIE SAAB E BAR REFAELI DE CAVALLI

MACACÃO 

O  macacão, que já tem sido visto nas passarelas mundo afora e aos poucos vai ganhando as ruas, chegou ao tapete vermelho de Cannes. A atriz Rachel McAdams usou look da marca Azarro na pós-festa de “Meia-noite em Paris”; já a cantora Gwen Stefani apostou em um Stella McCartney preto de paetês para conferir a première de “A árvore da Vida”. Paz Veja foi mais uma que investiu no look e na Azzaro para o red carpet de “Piratas do Caribe 4 – Navegando em Águas Misteriosas”. A peça “emprestada” de operários lá no passado provou que pode ser feminina. E muito!

Editora Globo

DA ESQ. PARA A DIR.: RACHEL MCADAMSE PAZ VEGA VESTEM AZARRO E GWEN STEFANI USA STELLA MCCARTNEY

RENDA

A renda, que aparece há algumas coleções nas passarelas nacionais e internacionais, foi vista em Cannes de diversas formas. Elizabeth Olsen, irmã mais nova das gêmeas fashionistas Mary-Kate e Ashely, apareceu de vestido soltinho The Row para sessão de fotos do filme “Martha Mercy May Marlene”, provando que a renda pode ser viável para um look diurno. A eterna top Claudia Schiffer também aderiu em visual superglamuroso e sexy para circular pelo tapete vermelho de “This Must Be The Place”, graças à transparência da renda e das formas justas do Chanel Couture decotado que vestia. A novata Emily Browning também foi destaque: compareceu à première do filme “Sleeping Beauty” de Valentino nude rendado. Mais romântico do que essa dupla, impossível.
Editora Globo

DA ESQUERDA PARA A DIREITA: ELIZABETH OLSEN, CLAUDIA SCHIFFER DE CHANEL COUTURE E EMILY BROWNING USA VALENTINO